O Conselho Regional de Medicina do Espírito Santo (CRM-ES) assim como o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) e outros regionais, mais uma vez, alerta aos médicos sobre a participação em publicações, encartes ou solenidade de premiações que visam a estabelecer listas ou ranking de  “melhores médicos”, “médicos do ano” etc.

Frequentemente os conselhos recebem denúncias de profissionais que relatam abordagem por promotores de empresas privadas de eventos, responsáveis pela organização destes concursos.

Tais iniciativas têm fins comerciais e a adesão do médico a este tipo de promoção representa infração ao Código de Ética Médica, além de ferir a Resolução CFM 1.974/11, vigente desde 14 de fevereiro de 2012.Atribuir privilégios a determinados médicos, em detrimento de outros colegas, pode caracterizar, ainda que indiretamente, autopromoção, publicidade indevida, concorrência desleal e angariação privilegiada de clientela.

O Conselho de Medicina entende que os critérios utilizados para esse tipo de promoção ou premiação não são capazes de avaliar a excelência dos profissionais que se destacam nas diversas especialidades médicas.Reiteramos nossa recomendação aos profissionais para que não aceitem a vinculação de seus nomes em premiações ou publicações com tal perfil e que comuniquem ao Conselho, sempre que ocorrer qualquer divulgação nesse sentido.

Também se faz importante a atenção dos diretores clínicos e responsáveis técnicos de hospitais, laboratórios, clínicas e outras empresas da área da saúde, que geralmente constam como anunciantes e patrocinadoras das referidas premiações e publicações.

Celso Murad
Secretário-Geral do CRM-ES

Severino Dantas Filho
Presidente do CRM-ES

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.