O Conselho Regional de Medicina do Espírito Santo (CRM-ES) alerta, mais uma vez à classe médica e aos gestores públicos, que o piso salarial do médico vem sendo desrespeitado por entidades, instituições e órgãos públicos que estão abrindo seleção para contratação de médicos.

Este alerta é necessário devido aos anúncios, desde o final do ano passado, de processos seletivos com salários bastante inferiores ao piso Fenam para a categoria.

Hoje, 15/2/17, na página 29, do jornal A Tribuna, consta que, em Viana, o Instituto de Previdência dos Servidores Públicos (Iprevi) reabriu as inscrições para concurso com vaga para médico perito previdenciário, entre outras categorias, com o valor oferecido ao profissional médico ainda muito abaixo do piso.

Assim como nos demais processos seletivos em que foram oferecidos salários incompatíveis com a responsabilidade e o tempo de estudo da profissão do médico, e também em observância ao piso Fenam, o CRM-ES alerta novamente aos interessados em prestar concurso público que reflitam bastante antes de participarem de tais processos que oferecem remuneração desrespeitosa para a categoria.


E, mais uma vez, alertamos: pensar que, após aprovado em concurso público e exercendo as atividades profissionais, conseguirá reverter esse desrespeitoso relacionamento entre empregador e empregado é se deixar enganar. Um acordo ou contrato profissional precisa ser iniciado de forma justa e respeitosa, de modo a dignificar o profissional e a representar, como dito,  o nível de responsabilidade por ele assumido.

Diretoria do CRM-ES

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.