No Dia do Trabalhador, 1.º de maio, o Conselho Federal de Medicina (CFM) rebateu as declarações da presidente da República, Dilma Rousseff, que afirmou que médicos cubanos são mais atenciosos que os brasileiros.

Em nota divulgada à imprensa, o CFM apontou que tal declaração representa mais uma agressão direta e gratuita aos 400 mil profissionais que têm se empenhado diuturnamente no suporte às políticas de saúde e no atendimento à população nas redes pública e privada.

O Conselho Regional de Medicina do Espírito Santo (CRM-ES) reforça a ação do CFM e repudia as declarações agressivas e inadequadas da presidente Dilma. Lamentavelmente, mais uma vez, os médicos brasileiros são gratuitamente atacados pela Presidência da República.

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.