Falta de condições de higiene, como presença de insetos no Centro de Terapia Intensiva e a reutilização de material descartável no Hospital Universitário Cassiano Antônio de Moraes (Hucam) levou os servidores técnico-administrativos em Educação do Hucam, em Vitória, a paralisarem suas atividades por 24 horas no dia de ontem (9). Foi mantido apenas o efetivo mínimo de 30% dos trabalhadores.

Fonte: A Gazeta

 

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.