Com objetivo de reduzir os custos na área da saúde sul-mato-grossense, o governador Reinaldo Azambuja apresentou, na noite de ontem (24/01) ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, a proposta de que a pasta crie uma Central de Compras Nacional de materiais a serem usados pelos Estados e municípios.

O gestor estadual solicitou aumento de recursos para as secretarias municipais de saúde do Estado, bem como “os recursos que nós temos das emendas e a suspensão da cláusula suspensiva da ampliação do Hospital Regional”, enfatizou Reinaldo Azambuja, emendando que também solicitou os equipamentos dos hospitais regionais de Três Lagoas e Grande Dourados. “Será para o ano que vem, mas temos que começar preparando antecipadamente os projetos. O ministro Mandetta pediu pra elencar todo o rol de equipamentos que precisamos e as parcerias”, disse.

Outro assunto tratado na reunião foi a criação de Central de Compras Nacional pelo ministério. “Apresentamos a ele (Mandetta) uma proposta que não é de Mato Grosso do Sul, mas de todos os estados para que possa analisar a adoção das atas de compra nacional de insumos, órteses, próteses e medicamentos. Estas atas do ministério que poderiam ter adesão dos Estados iriam baratear custos.

Ele (ministro) ficou de analisar com a procuradoria jurídica a possibilidade de o próprio ministério organizar este sistema, que funcionaria como Central de Compras Nacional, sendo que os estados poderiam aderir estas atas e reduzissem seus custos na área de saúde”, explicou Reinaldo Azambuja.

Fonte:http://linearclipping.com.br/cfm/site/m012/noticia.asp?cd_noticia=56739305

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.