A Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação, no dia 6 de outubro, reconheceu, por meio do Memorando Conjunto n.º 03/2014 – SESu/SERES/MEC, que o uso do termo “médico” no diploma de graduação em Medicina é o mais tradicional e difundido no País, não havendo, portanto, justificativa para qualquer polêmica a respeito do uso desse termo.

O Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Associação Brasileira de Educação Médica (Abem) encaminharam ofício ao Ministério da Educação e às 242 escolas médicas do País solicitando a manutenção do termo “Diploma de Médico” em todos os documentos que atestam a capacitação legal obtida após a conclusão do curso de medicina. 

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.