A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), por meio da Coordenação Estadual de controle de Infecção em Serviços de Saúde (CECISS), informa que foi renovada a Portaria 13/2008 e publicada a Nota Técnica Estadual n.º 02/2014 que tratam das recomendações para os profissionais envolvidos em procedimentos cirúrgicos.

Dentre as recomendações, a CECISS chama a atenção para as seguintes diretrizes:

    1-      Cumprir as orientações dos protocolos de processamento de produtos elaborados pela equipe do CME do estabelecimento em consonância com a Comissão de Controle de Infecção Hospital local, inclusive quando os materiais utilizados são particulares dos profissionais ou consignados por outros serviços.

     2-      Seguir fluxo de notificação e de análise laboratorial, bem como todas as recomendações estabelecidas pela Nota Técnica Estadual n.º 02/2014 disponível no site www.saude.es.gov.br.

     3-      Notificar os casos que preencham critérios para casos suspeitos, de acordo com a Nota Técnica Conjunta n.º 01/2009 – SVS/MS e Anvisa.

A chefe do Núcleo Especial de Vigilância Sanitária da Sesa, Marizete de Oliveira Silva, em ofício encaminhado ao CRM-ES, ressalta que “o não cumprimento dos fluxos de notificação e de envio de material para análise laboratorial estabelecidos (tanto interna quanto externamente) são passíveis de sanção sanitária.”

O ofício finaliza solicitando “ampla divulgação para os profissionais cirurgiões, para atender as medidas de investigação/notificação de casos suspeitos destas infecções e a necessidade de reforçar os mecanismos de busca pós-alta de infecções do sítio cirúrgico, bem como todas as outras orientações contidas na RDC 08/2009.”

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.