O Sindicato dos Médicos informa que mais um golpe contra médicos aconteceu em Vitória. Uma correspondência é enviada pelos correios e chega até a casa do médico informando que o segurado teve liberado um pecúlio em vida no valor de RS 72,400,00 mais aposentadoria complementar vitalícia 5 salários mínimos.Para receber a quantia, a vítima precisa de pagar uma taxa de 4% do valor pecúlio referente à completação do plano, posto que o destinatário teria supostamente contribuído por 12 anos e 6 meses, seu plano é de 15 anos para o recebimento do pecúlio.

Ainda há poucas informações precisas sobre o golpe. O que chama atenção é nome da seguradora ESPP Brasil , não tem site, nem Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ). O nome do advogado, com carimbo, número da inscrição na OAB-DF(Ordem dos Advogado do Brasil) e rubrica.

O mais interessante é como o golpistas conseguem ter acesso a diversos dados sigilosos das futuras vítimas. Muitas pessoas, ao constatar a existência dos números reais do CPF, PIS, telefone e endereço, acaba ficando mais suscetível a cair no golpe. Na sexta-feira (17), um médico capixaba recebeu a tal correspondência com endereço de Brasília, mas com carimbo do correio de Fortaleza- CE.

Segundo o Presidente do Sindicato médicos do Espírito Santo, Otto Baptista, isso não é primeira vez que acontece em nosso estado. Já estamos atentos a esse golpe, pedimos as vitimas que receberem essa carta que procurem nosso jurídico para que possa ser orientada e assessorada ,disse.

O departamento jurídico dos SIMES vai enviar um ofício ao Ministério Publico Federal informando o caso e pediu que fossem tomadas as providências cabíveis para que proceda as investigações do caso e ainda alerta para que não se faça nenhum deposito ou pagamento.

Fonte: Simes

 

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.