Em mais uma etapa de apresentação e esclarecimento aos médicos e estudantes de medicina a respeito das ações do Tribunal de Ética do Conselho Regional de Medicina do Espírito Santo (CRM-ES), o que inclui a abertura de sindicâncias, de processos éticos profissionais e a forma como são julgados estes processos, a Diretoria do CRM-ES realizou, no dia 28/11, no Auditório do Centro Integrado de Atenção à Saúde (Cias), mais um Julgamento Simulado.

A simulação de um julgamento ético-profissional está atraindo a atenção tanto da classe médica quanto dos estudantes de medicina, uma vez que todos são orientados e esclarecidos a respeito das atitudes que mais geram denúncias e como elas podem ser evitadas. Outro ponto que vem atraindo a atenção é o julgamento em si, como ele é realizado, como se comportam médicos, advogados, conselheiros e denunciantes.

Diante da importância desse esclarecimento, informa o presidente do CRM-ES, Carlos Magno Pretti Dalapicola, o Julgamento Simulado passou a fazer parte do Programa de Educação Médica Continuada (PEC).

Nesses simulados, o médico participa das fases do julgamento e percebe a complexidade dos processos, além de receber previamente, esclarecimentos a respeito do Código de Ética Médica.

O PEC, coordenado pela conselheira Viviane Oliveira Lisboa Tacla, vem realizando palestras e julgamentos simulados também no interior do Estado. Os municípios de Cachoeiro de Itapemirim, Colatina e regiões próximas já foram atendidos.

image3376

image3354

image3387

Aviso de Privacidade
Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o Portal Médico, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.