Rede dos Conselhos de Medicina
Documentos médicos para a Rede Municipal de Educação devem conter informações específicas

Para a melhor compreensão e atendimento adequado aos estudantes com necessidades especiais, a secretária de Educação do Município de Vitória, Adriana Sperandio, solicita que os atestados, receituários e demais documentos médicos enviados à rede escolar sejam preenchidos, preferencialmente, de forma digitada e contendo, sempre, os dados que seguem abaixo:

  • Identificação da Unidade de Saúde/Clínica e telefone de contato do prescritor.
  • Nome completo do paciente, sem abreviações.
  • Data de nascimento.
  • Diagnóstico do paciente, com a CID-10.
  • Evolução clínica do quadro (quando pertinente).
  • Conduta terapêutica: medicações e tratamento utilizados.
  • Tempo estimado do tratamento.
  • Data do laudo.
  • Assinatura e carimbo.

Essas informações, esclarece a Secretária, são necessárias para que o Município possa providenciar atenção e alimentação adequadas e devidamente adaptadas às necessidades de cada aluno. É importante que tudo seja elaborado com base em recomendações médicas e nutricionais. Para tanto, é preciso que todas as informações estejam descritas em atestados ou laudos médicos e nutricionais.

Caso o médico sinta necessidade de citar alguma outra informação, além das solicitadas acima, é importante que conste no laudo, receituário ou atestado. Os cardápios dos lanches e alimentos das unidades escolares, por exemplo, são adaptados segundo critérios técnicos e recomendações do Ministério da Saúde e de diretrizes publicadas por entidades médicas e científicas.

Para dúvidas relativas à alimentação e nutrição escolar, a Secretária solicita que seja feito contato com os profissionais Rafael Leite e Juliana Nunes, por meio do telefone 3225-2663.

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner